EnglishPortugueseSpanish

12 de setembro de 2022

Mato Grosso: área de soja convencional deve crescer quase 35%

Prêmios atrativos e variedades produtivas auxiliam para a projeção de semeadura da soja convencional em 491,6 mil hectares no ciclo 2022/23

Área destinada a soja convencional em Mato Grosso deve crescer quase 35% na safra 2022/23. Prêmios mais atrativos e variedades produtivas são as motivações. Plantio da oleaginosa no estado está liberado a partir de 16 de setembro.

O estado deve semear na safra 2022/23 uma área de 491,6 mil hectares com soja convencional. A destinação é superior aos 365,2 mil hectares do ciclo 2021/22, de acordo com o Instituto Soja Livre.

Segundo o Instituto, o Paraná também deve ampliar sua área de cultivares não-transgênica de 211,5 mil hectares para 264,3 mil hectares, bem como Goiás de 64,6 mil hectares para 85,3 mil hectares.

Brasil deve plantar 40,9 milhões de hectares de soja na safra 2022/23, dos quais cerca de 11,8 milhões de hectares estão localizados em Mato Grosso. A soja convencional deve ocupar 986,2 mil hectares, ou seja, 2,4% da área nacional. O estado segue como o que mais cultiva variedades não-transgênica, com 49,85% do total da produção de soja livre.

Mais variedades disponíveis no mercado

A soja convencional voltará a ser cultivada na Fazenda JJ, em Campo Verde (MT), na safra 2022/23 após cinco anos. Na propriedade de três mil hectares a produtora rural Vitória Cimadon e seu pai, José Jorge, devem destinar para a produção de soja livre 500 hectares.

“Atualmente, existem variedades de soja convencional que tem boa produtividade e são resistente a nematoides, por exemplo. Além disso, os prêmios pagos pela soja não-transgênica são atrativos”, explica a produtora a decisão de retornar o plantio da soja convencional.

Conforme o diretor técnico do Instituto Soja Livre e pesquisador da Embrapa, dr. Odilon Lemos, as variedades de soja convencional disponíveis no mercado estão cada vez mais adaptadas aos solos e climas de cada região e com alta produtividade.

“Há muitas opções para os agricultores, com variedades com resistência a nematoides, ferrugem, entre outros. A expectativa para safra de soja convencional é otimista, com bons prêmios para quem conseguiu fechar negócios. Ainda, a entrada de grandes grupos no mercado também é importante indicador de melhoria”, pontua Odilon.

Produtividade superior a transgênica

Levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) revela que a média de produtividade das variedades de soja convencional na safra 2021/22 no estado foi de 65,5 sacas por hectare. Ao se comparar com a média da safra de soja total de 59,33 sacas por hectare, verifica-se as variedades convencionais superaram a média estadual em 6,2 sacas por hectare.

qualidade | produtividade | economia

faça um orçamento

orçamento
Somos fabricantes de equipamentos especialistas no desenvolvimento de tecnologia referência na transformação dos grãos, com eficiência e tecnologia avançada. Desenvolvemos com facilidade e eficiência sistemas único de esmagamento de grãos sendo o melhor do mundo.
© Copyright 2020 - ZAAMP - Todos os direitos reservados
envelopephone-handsetmap-marker linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram